Atitude & Saúde

Atividade Física – Hormônios liberados e benefícios

Conheça os principais hormônios estimulados durante a prática da atividade física

  • por em 18 de agosto de 2020

Crédito: Baixaki

Que todas as atividades físicas trazem benefícios, se praticadas de forma correta e orientadas por profissionais competentes, já sabemos não é mesmo? Mas você conhece os principais hormônios liberados e seus benefícios?

Liberação de hormônios

A fisiologia do esforço atesta os benefícios com a liberação de vários hormônios durante a prática da atividade como:

A endorfina, responsável pela famosa sensação de bem-estar, alivia as dores, relaxa o organismo, há estudos que dizem que até podem curar doenças. É o hormônio do prazer.

O hormônio do crescimento (GH), é um potente agente anabólico, estimula diretamente a lipólise (queima da gordura). Na prática de atividades físicas sua concentração aumenta e está diretamente relacionada a intensidade, ou seja, quanto mais intenso maior a liberação deste hormônio.

Catecolaminas (adrenalina e noradrenalina): segundo o médico Daniel Frota, são hormônios que atuam em conjunto promovendo o aumento da taxa metabólica, da liberação de glicose e de ácidos graxos livres no sangue. A adrenalina prepara o corpo para os grandes esforços, aceleram a queima de gordura.

Glucagon e insulina: ainda segundo o Doutor Daniel Frota, no exercício, à medida que os níveis plasmáticos de glicose no sangue vão diminuindo, ocorre estimulação da glicogenólise (geração de energia através do fígado) aumentando gradual da concentração plasmática de glucagon. Esses hormônios estão atrelados a quantidade e duração do esforço. Grandes distancias ou duração alta tem maior liberação de glucagon, ao contrário do que acontece com a insulina, os níveis de insulina serão reduzidos, o que poderá beneficiar os indivíduos com diabetes.

E como ter constância?

Vamos falar do real motivo para se iniciar uma atividade física, quais foram os estímulos que te impulsionaram para a prática de uma determinada modalidade ou atividade física?

  • Sedentarismo, obesidade, pressão alta, diabetes entre outros, ou seja, estímulos relacionados a saúde ou a falta dela.
  • Amigos, parentes, personalidades, atletas, companheiros, vizinhos, a turma, enfim, influência de terceiros.
  • Televisão, rádio, mídias sociais, propagandas, ou seja, estímulos externos e visuais.
  • Prática desde a infância, estímulo dos pais que foram atletas, desejo de se tornar um campeão, um atleta de elite, ou seja desafios que o esporte proporciona no dia a dia.
  • Benefícios que a prática de atividades físicas proporciona, como liberação de hormônios que podem contribuir ou até mesmo prejudicar o seu organismo.

Com certeza, o que fará você se tornar um amante das atividades físicas e realmente se tornar um praticante eterno tem relação com o prazer em realizar aquela atividade.

Portanto, independente do estímulo que possa gerar uma motivação para você iniciar sua prática esportiva, busque uma atividade que se identifique com os seus prazeres.

Faça vários testes: corra, ande, faça musculação, danças, lutas, esportes individuais ou coletivos, pedale, ande a cavalo, jogue boliche, peteca, futebol.

Busque com todas as forças identificar-se com aquilo que quando termina, te dá uma sensação de prazer enorme e uma vontade imensa de chegar o novo treino.

Movimente-se!

Um grande abraço e até a próxima,

Jurandy Gama Filho – Prof. Ms na UFMG – Mentor Empresarial

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.