Atitude & Saúde

Manutenção ortodôntica e pandemia

Crédito: Arquivo Pessoal Cristiano Trindade

Durante a pandemia, o tratamento ortodôntico tem sido motivo de muito questionamento. A manutenção ortodôntica realizada mensalmente no aparelho deve ou não ser prorrogada ou interrompida? Confira!

Como é feito um tratamento ortodôntico

O tratamento ortodôntico tem por objetivo mover os dentes e conformar arcos dentários, utilizando acessórios específicos e aplicando cargas mecânicas, administradas mensalmente e por fim, alcançando o efeito terapêutico desejado.

Os dentes movimentam durante o tratamento ortodôntico devido ao fato do osso alveolar, isso é, o osso onde estão inseridos os dentes, poder se remodelar.

Fios e bráquetes são acessórios que exercem forças no dente, que por sua vez são transferidas aos tecidos periodontais (fibras e tecidos de suporte que se encontram entre as raízes dos dentes e o osso).

Essas células respondem através de uma série de ativações a nível molecular, promovendo a remodelação óssea, que finalmente resulta na movimentação dentária planejada no tratamento ortodôntico.

Interromper ou não o tratamento durante a pandemia

Por ser um procedimento que exige domínio da técnica e ao mesmo tempo, ser lento, contínuo e progressivo, o ideal é que o tratamento ortodôntico não seja interrompido durante a pandemia, para que a mecânica planejada e em execução não fique desordenada.

O correto seria o cliente ir ao consultório ou clínica, consultar com o seu ortodontista e perguntar se a mecânica utilizada no seu caso pode ou não aguardar este período pandêmico, e não simplesmente deixar de comparecer às consultas agendadas, por sua conta e risco, sem orientação profissional.

É importante destacar que os consultórios odontológicos seguem rigorosamente as medidas de biossegurança, a fim de restringir os riscos de infecção para os pacientes e os profissionais de saúde bucal.

Intercorrências

Outra situação que também pode ocorrer é algum acessório do aparelho soltar ou machucar a cavidade oral.

Neste caso, o paciente deve entrar em contato com o ortodontista e agendar um horário para resolver o problema. Nestes casos, esperar a pandemia passar não é uma opção.

Há muitos pacientes que inconsequentemente usam de artefatos caseiros para aliviar o problema ortodôntico e colocam na boca materiais não esterilizados, podendo além de levar bactérias à boca, se machucar ou até mesmo atrapalhar a mecânica que está sendo realizada.

Sabemos que o aparelho ortodôntico também é um agente dificultador para uma higienização bucal com excelência. O controle da escovação e uso do fio dental requer muita disciplina.

Uma parte expressiva de pacientes precisam ser monitorados durante as manutenções mensais no tratamento com a finalidade preventiva, evitando assim a instalação de cáries, gengivite ou de uma doença periodontal mais severa. A higiene bucal, principalmente em tempos de coronavírus, é fundamental.

Sendo assim, é notório que os vários motivos citados nesta matéria evidenciam a necessidade da consulta mensal ao ortodontista durante a pandemia.

Consultório seguro

Com apoio institucional do Conselho Federal de Odontologia (CFO), o “Manual de Boas Práticas em Biossegurança para Ambientes Odontológicos” foi lançado para garantir maior segurança nos tratamentos odontológicos em tempos de pandemia do novo Coronavírus (COVID-19).

O material tem como base principal quatro agentes essenciais: cuidados a serem adotados no ambiente clínico, pelo Cirurgião-Dentista, pela equipe auxiliar e pelos pacientes. Se cada um fizer sua parte, fica mais fácil de buscar o controle da transmissão cruzada.

Entre em contato com seu ortodontista e siga as orientações que ele irá fornecer. Observe também se o estabelecimento que você faz tratamento já se adequou as novas normas sanitárias exigidas em protocolos para o seu atendimento.

Foi então que em meio à crise, atitudes foram adotadas para nos transformar!

Cristiano Trindade – MBA Gestão de Pessoas e Negócios e Ortodontista

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.