Atitude & Saúde

Ivermectina e Coronavírus

A pandemia mundial pelo coronavirus Covid-19 mudou a história recente da epidemiologia mundial. O coronavírus é um RNA vírus, membro da família Coronaviridae.

Geralmente, os pacientes infectados têm uma evolução benigna com uma infecção pulmonar leve, que pode ser similar a um resfriado comum.

Porém, os casos mais graves podem evoluir para uma bronquite ou pneumonia fatais. Estamos acompanhando a evolução do surto da doença em todo mundo e o número de mortos atinge números nunca antes vistos.

Tratamento

Não existe tratamento específico contra o coronavírus. No entanto, apenas uma pequena parcela dos infectados desenvolve as formas mais graves da enfermidade (SARS) síndrome respiratória aguda severa. Não há medicamento antiviral eficaz conhecido.

Desta forma, o uso de máscaras e o cuidado de lavar as mãos depois de tossir ou espirrar podem agir na profilaxia da doença.

Muitas publicações da internet fazem menção a Ivermectina, um antiparasitário usado para o tratamento da oncocercíase, causada por um verme nematoideo Onchocerca volvulus, oferecida numa única dose de 150  µg/kg de peso.

O medicamento já está em falta em várias farmácias da capital e do interior.

No entanto, cabe ressaltar que não há qualquer estudo que comprove a eficácia da ivermectina na profilaxia ou tratamento da covid-19.

Paulo Timóteo Fonseca Médico

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.