Atitude & Saúde

Descomplique: De complicado já basta o momento que vivemos!

Crédito: Pixabay

Descomplique! Diante da brevidade da nossa existência, essa atitude pode trazer mais felicidade. Gosto de falar da morte para ressignificar a vida e sua essência. Muitas atitudes e hábitos do nosso dia a dia parecem estar dissociados do fato de que nosso tempo é curto e precisa ser mais bem aproveitado.

“Pré-ocupação”

Já parou para pensar quanto tempo perdemos imaginando situações hipoteticamente trágicas que jamais chegam a se realizar?

Pois é, imaginar o futuro é saudável quando nos engajamos de fato em planejamentos e os executamos, passo a passo. Caso contrário, entramos em um looping de preocupações paralisantes e nada saudáveis.

Sempre que me vejo em uma situação como essa, começo a fazer coisas que estão ao meu alcance para me conectar ao momento presente. Pode ser qualquer coisa, algo simples, mas que você faça e que te traga satisfação de sentir que está vivendo a sua vida.

A rotina

Analise a sua rotina. Quanto tempo do seu dia você passa fazendo coisas que te trazem satisfação? Quais comportamentos sugam sua energia e podem ser modificados? Parar para refletir sobre essas perguntas me trouxe algumas das respostas que cito abaixo.

Menos é mais

Descomplicar me remete a ter menos, consumir menos, fazer menos, e assim conseguir me preocupar menos. Acumulamos coisas demais, funções demais e atividades demais. E o pior, muitas vezes esses comportamentos não estão nos trazendo benefícios de fato.

O que acontece é que as pessoas só querem somar, nunca subtrair. Para abrir espaço para o novo precisamos nos livrar do velho. Para ter mais tranquilidade, necessitamos de uma vida mais tranquila. Não existe milagre.

O desperdício de comida, produzido pelo excesso de compras em super mercados é algo que sempre me incomodou. Por que não compramos menos? O suficiente para nos alimentarmos. O apelo de levar mais, por menos, acaba reforçando um alto nível de consumo e mantendo o desperdício. As validades expiram. As frutas e legumes apodrecem na geladeira, enquanto milhares de pessoas passam fome.

Seguindo padrões

Um aspecto da vida feminina atual no qual não me encaixo é o excesso de produtos de beleza e procedimentos estéticos realizados. Acho que de tanto meu pai dizer, “por fora bela viola e por dentro pão bolorento” acabei por internalizar que o que vale mesmo é quem somos. Se embeleze lendo muito, respeitando a si mesma e aos outros.

De quanta maquiagem você precisa para perceber que a felicidade tem cara lavada? Nada contra se arrumar, se sentir bonita ou até mesmo comprar produtos de beleza que você de fato use até o final.

Menos é mais!

Poste menos para vivenciar mais, compre menos para preservar mais, fale menos e ouça mais. Enfim, nosso tempo de vida é mais ou menos o mesmo.

A diferença de uma vida bem vivida para uma existência complicada e desgastante está nas escolhas diárias que fazemos.

FláviaGontijo -Psicologia Clínica Comportamental -CRP- 04/24447

@piscoflaviagontijo

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.